Danzón

O DANZON – BAILE NACIONAL DE CUBA
 

Nasceu no Liceu de Matanzas em 1879. “Las Alturas de Simpson” foi a obra promogénita da autoria de Miguel Faílde e fazendo honor à  barreada onde foi concebido. A orquestra que o interpretou era uma orquestra típica de vento, que contava com cornetim, trombones de pistões, figle, dois clarinetes, dois violinos, contrabaixo, timbales e “güiro”.

Suas raízes derivam da contradança europeia que, trás um processo de “criollização” paulatina e deveio na dança cubana. Esta possuía uma maior liberdade expressiva, com grande força coreográfica no enlace do par e evidente influencia afro no seu ritmo. Ao aumentar suas partes formativas e estender seu tempo dançante se lhe começou a chamar Danzón.

Várias são as distinções deste distinguido baile dos salões “criollos”, mas sua parte introdutória, não dançante, onde a mulher se abanica enquanto conversa intimamente com seu par, é a imagem mais transcendente do Danzón. Na primeira e segunda década do seculo XX, o Danzón começou a perfilar sua forma definitiva e incorporar elementos de outros ritmos e géneros cubanos, principalmente do “Son cubano” e logo do “Son montuno”.

Fonte: www.facebook.com/groups/guiaestudiomartabercy/

Porto com Salsa - Escola de Dança Cubana

Praça Mouzinho de Albuquerque, 113,
4100-359 Oporto
(Centro Comercial Brasilia)
Rotunda da Boavista
222 459 037 • 968 849 127 portocomsalsa.com@gmail.com