Son Cubano e todas suas variantes

TIMBA tem sido considerado "por coração, o empenho ao momento de fazer música" . As orquestras cubanas ao tocar o Son Montuno e Ritmos Cubanos dançantes, e sobre todo os cantantes, têm essa expressão para "subir a temperatura do tema" e energizar ao público. É um erro, referir-se à timba  como baile e muito menos género musical. Hoje em dia, é um ritmo mais acelerado para dançar o Son, diga-se que é uma variante mais do Son. Caracteriza-se por ter um exercício amplo do piano, percussão (bateria  e “pailas”) e metais (instrumentos de vento, sobre todo trompeta e trombones). Os orígenes desta expressão remonta-se aos años 70, quando os músicos  exaltavam-se entre si, durante o show; também às incursões de fusão de uma banda como "Irakere" nos anos 70 do século passado e orquestras como "Elio Revé, La Charanga Habanera, Adalberto Alvarez, NG La Banda," entre outras.


Umas das primeiras agrupações, ao redor de 1988, foi a banda “Nueva Generación”, melhor conhecida como NG La Banda. Seu director, José Luis Cortés, “el Tosco”, pode ser considerado entre os pioneiros da nova variante. Flautista virtuoso e compositor dicharachero, provinha de Irakere e ao seu redor conseguiu nuclear um conjunto excelente de outros músicos. Tentava, segundo suas palavras, tocar uma música que se parecera à que estava a fazer Juan Formell y Los Van Van por aquela época, mas que ostentara a qualidade e riqueza da que podia fazer um grupo como Irakere

Juan Formell confessou que: “quem absorve, agarra, extracta e sintetiza todos os antecedentes da Timba é José Luis Cortés”, rey dos Tumbaos, os Montunos, os Coros, que despoja-se do corsé jazzístico – polirrítmico– de Irakere e o funde com a simpliciade bailável  de Los Van Van, impondo uma música para bailar que assume a essência das tradições cubanas..



Alguns Ritmos bailável cubanos, como o Mambo, Chachachá, Casino, têm a variante de ser em par entrelaçada e além gozam da possibilidade de baila-los soltos. A partir dos 60, surgiram ritmos para bailar sem par como o Mozambique, Pilón, Dengue, Buey Cansao, e mais recente Despelote, Tembleque, etc. Sempre está latente em Cuba e sobre todo em La Havana, o Baile solo, que explora a liberdade e não está sujeito aos cânones de um baile de par.

Até hoje, não se incorporou nenhum Baile novo em Cuba, chamado Timba.

Citas

§  Cuba é meca da Salsa, escutaremos salsa até na lua (Ralp Mercado/Film "Del Son a la Salsa).

§  A maioria das  discussões sobre a Salsa apontam à mesma direcção; As raízes da salsa estão na música cubana. (Vernon Boggs).

§  A Salsa representa para mím o kétchup sobre as batatas fritas e  a pimienta na ensalada. (Tito Puente).

Fonte: Texto tomado de Marta Bercy-Danza Cubana (Notas)/www.facebook.com/groups/guiaestudiomartabercy/

Porto com Salsa - Escola de Dança Cubana

Praça Mouzinho de Albuquerque, 113,
4100-359 Oporto
(Centro Comercial Brasilia)
Rotunda da Boavista
222 459 037 • 968 849 127 portocomsalsa.com@gmail.com